Mato no Prato: TREVO (família Oxalidaceae) | Goumert da Horta
Mato no Prato

Mato no Prato: TREVO (família Oxalidaceae)

Por 22 de maio de 2020 Sem comentários

No Brasil, a família Oxalidaceae R. Br. está representada pelos gêneros Averrhoa L., Biophytum DC. e Oxalis L., sendo este último, o mais numeroso. O gênero Averrhoa ocorre de forma subespontânea. Biophytum e Oxalis possuem espécies nativas no país (SOUZA, LORENZI, 2008). No Rio Grande do Sul, o gênero Oxalis é o único representante da família com vinte e cinco espécies e duas subespécies (ABREU, FIASCHI, 2010). No entanto, o gênero Averrhoa é bastante cultivado no estado. Algumas espécies dessa família são bastante conhecidas popularmente como bilimbi, biri-biri, caramboleira, azedinha e trevo. As espécies de Oxalis recebem o nome de “azedinhas” ou “azedeiras” por conter ácido oxálico em sua constituição e “trevos” pelo número e disposição dos folíolos (LOURTEIG, 1983). Em relação à importância econômica, espécies de Oxalis são consideradas ornamentais, infestantes (KISSMANN, GROTH, 2000), podendo ser utilizadas na alimentação e na medicina (CORREA, 1926-1984). Os representantes do gênero Oxalis são encontrados em ambientes diversos, desde áreas cobertas como lavouras até florestas e em áreas antropizadas (FIASCH, CONCEIÇÃO,2005).

Fonte: Fiocruz.edu. br

Baixe nosso

E-book Grauito!

Preparei este e-book com receitas fáceis, simples e saborosas para iniciares o caminho rumo à uma alimentação que faz bem ao paladar, à memória afetiva e ao corpo, mantendo-te saudável.